Córdoba, a cidade das quatro culturas

February 15, 2018

Foi em 1997 quando estive em Córdoba pela primeira vez e, desde então, esta cidade arrebatou meu coração fazendo com que eu deseje passar ali sempre (ou sempre que possível) que eu vou à Espanha, o que acontece quase todos os anos.

 

Foto: Nick Elmoor ©

 

De fato, há algo em Córdoba que encanta qualquer pessoa que ama história, arquitetura, arte e cultura. Tanto que atualmente ela é conhecida como a cidade das quatro culturas, em uma homenagem ao fato de ter sido berço de quatro figuras essenciais para a humanidade, cada qual pertencente a uma cultura própria: Sêneca, o grande filósofo estoico romano, o Bispo Osio, que foi conselheiro do Imperador Constantino, Averroes, um importante filósofo muçulmano e Maimónides, referência no pensamento judeu. (Leia mais aqui)

 

A já falecida acadêmica María Rosa Menocal, autora do livro O Ornamento do Mundo, explicou nesta obra fantástica um pouco mais sobre a importância desse local, que acabou carregando consigo o mito de ter sido exemplo de tolerância e convivência entre culturas. (Se você ainda não conhece este livro, está na hora de comprá-lo)

 

"O ornamento do mundo é o famoso epíteto de Córdoba dado por Hroswitha, uma escritora da Saxônia que viveu no século X e que, de seu remoto convento em Gandersheim, foi capaz de perceber as excepcionais qualidades e a importância deste califado. Para ela, como para muitos que tomaram conhecimento da cultura andaluza da Idade Média, de primeira mão ou de longe, o brilho daquele mundo e a luz que lançava ao resto do universo transcendiam as diferenças religiosas". (María Rosa Menocal - O Ornamento do Mundo. p.27)

 

Ainda hoje, a cidade é associada ao simbolismo da sua antiga Mesquita, agora Catedral, que em um determinado momento da sua história, esteve aberta para o culto das três grandes religiões que por ali passaram. Exemplo de um período que para muitos pode parecer uma uma mera utopia, já que sabemos que a cidade também foi palco de conflitos e disputas, mas, ainda assim, foi luz e exemplo para o restante de uma Europa que levou séculos para romper as barreiras da ignorância.

 

Se as coisas são inatingíveis... ora!
Não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos, se não fora
A presença distante das estrelas!

Mario Quintana

 

Córdoba é um dos elementos centrais do projeto Fragmentos de Utopias, encabeçado por Patrícia El-moor e Nick Elmoor, e que consistirá, entre outros desdobramentos, em uma exposição fotográfica em Brasília - DF entre os meses de abril e junho. Mais sobre esta cidade pode ser visto e lido no nosso Calendário Detalles de Andalucía 2018, que reuniu imagens e frases sobre monumentos e lugares do período do al-Andalus declarados Patrimônios da Humanidade pela Unesco e que a cada ano recebem milhares de visitantes que ali vão em busca de inspiração, beleza e cultura. 

 

 Foto: Nick Elmoor ©

 

Para saber mais sobre o projeto, visite a página Presença Árabe no Brasil e encomende seu calendário. Ainda restam algumas unidades e ele pode ser enviado para todo território nacional. 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes

March 12, 2018

January 30, 2018

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square